UNICEF e parceiros promovem evento para discutir a promoção de políticas de segurança alimentar e nutricional

By Kalpon Arris 179 Views
5 Min Read

Belém, 9 de novembro de 2021 – O resultado do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil, Programa Cantina Escolar Saudável e os impactos primários e secundários da covid-19 em crianças e adolescentes são alguns dos temas que serão discutidos no encontro “Cantina Nota 10 – Alimentação Saudável em Escolas Públicas e Privadas”, promovido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o Governo Estadual do Pará e a Prefeitura Municipal de Belém.

“Neste momento, em que a pandemia afeta a maneira com que as famílias alimentam suas crianças e adolescentes, diante da redução de renda e, consequentemente, limitação de compras de alimentos nutritivos, como também a insegurança alimentar associada ao risco de obesidade e ganho de peso, é necessária a reflexão como ainda a construção coletiva de forma intersetorial para promover o fortalecimento de políticas públicas que garantam a segurança alimentar e nutricional de crianças, adolescentes e suas famílias, por meio de um alimentação nutritiva, segura e acessível”, salienta o especialista em Saúde e HIV do UNICEF Brasil Antônio Carlos Cabral.

“O Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde/Coordenação Estadual de Nutrição (CEN), sabendo do impacto que as ações de alimentação e nutrição têm na vida das pessoas, participa deste evento que tem como objetivos apoiar e orientar acerca da execução dos programas e ações relacionados à Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN), e apoiar e incentivar uma alimentação saudável para toda a sociedade, especificamente para o público de crianças, adolescentes e os educadores”, garante Walkiria de Moraes Silva, coordenadora estadual de Nutrição, da Secretaria de Estado da Saúde do Pará (Sespa).

A coordenadora da Referência Técnica de Políticas Nutricionais da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Rita Vieira de Figueiredo, informa que o evento foi pensado nesse formato intersetorial não apenas com áreas da saúde e educação da Prefeitura, mas também com a participação do Governo do Estado para propor estratégias de melhorar a condição nutricional e alimentar das crianças paraenses. “Essa discussão veio a partir de informações encontradas no Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil [Ename] em que a Região Norte aparece como um dos locais que tem uma das maiores carências de micronutrientes. Logo, esse evento é uma oportunidade de envolver outros atores, além das áreas de saúde e educação, para transformar essa oportunidade em um campo de estratégias”, salienta Rita.

O debate sobre segurança alimentar e nutricional, prevenção da desnutrição, sobrepeso e obesidade também se estende a Manaus. O evento com apoio do UNICEF, Governo do Amazonas e Prefeitura Municipal de Manaus está previsto para os dias 29 e 30 de novembro, das 8h às 17h, no Novotel, de forma presencial, com a participação de profissionais da saúde e educação do Amazonas.

Curso Amamentação e Alimentação Saudável na Primeira Infância
Durante os eventos, em Belém e Manaus, ocorrerá a divulgação do curso “Amamentação e Alimentação Saudável na Primeira Infância”. Uma iniciativa do UNICEF para profissionais de saúde, educação (focado nas unidades de educação infantil) e assistência social (visitadores domiciliares e Centro de Referência de Assistência Social – Cras), em que essas áreas podem se envolver e trabalhar juntas na promoção da amamentação e de uma alimentação saudável na primeira infância, principalmente, ao considerar o aumento da insegurança alimentar durante e após pandemia.

“Vamos durante os seminários divulgar e estimular a realização do curso por meio da mobilização dos profissionais das áreas de educação e saúde que estarão presentes. Assim, fortalecemos o trabalho integral e integrado, por meio da intersetorialidade, de forma efetiva na promoção, proteção e garantia do direito à amamentação e à alimentação adequada e saudável para a sobrevivência e o desenvolvimento pleno da criança”, reforça Antônio Carlos.

“Esse curso não é apenas direcionado aos profissionais dos municípios que aderiram ao Selo UNICEF, na edição 2021-2024. Queremos também que profissionais dos municípios que não participam da iniciativa estejam presentes nessa capacitação virtual. Nosso foco é fortalecer em todos os municípios a promoção de políticas de alimentação saudável na infância”, explica Debora Nandja, chefe do escritório do UNICEF em Manaus.

O curso “Amamentação e Alimentação Saudável na Primeira Infância” foi criado de forma interativa e gamificada, com quatro módulos, com duração máxima de 2h cada, focando na história de uma família (Maria e João e seus dois filhos) em um contexto de vulnerabilidade.

Share this Article
Leave a comment